Décor e animais de estimação

 

Praticamente membros da família, os pets têm seus lugares garantidos em nossos corações e em nossos lares.  A presença deles torna nossos dias mais leves, divertidos e cheios de amor, tudo isso em troca de, apenas, atenção e cuidado. Por isso, nossas casas também são transformadas. Além de brinquedos, comedouros e caminhas espalhados por todo lado, os pets também adoram camas, sofás e poltronas. Portanto, são necessários alguns cuidados na hora de planejar os ambientes, tanto para assegurar o bem-estar e segurança, como para garantir uma décor bonita e duradoura.  Confira a seguir algumas de nossas dicas.

Planejando os ambientes

Cantinho pet: Apesar de estarem sempre perto dos tutores e as vezes, até dormirem junto, os animais precisam de um cantinho preparado especialmente para eles. Com a variedade do mercado, é possível encontrar camas, casinhas ou até mesmo almofadas que combinem com a decoração da casa, além de outros itens atendendo às necessidades específicas de cada espécie.

Para os cães que vivem em apartamento ou não tem acesso à rua, é necessário tapetes higiênicos descartáveis ou sanitários higiênicos. Para completar o cantinho, eles adoram brinquedos, principalmente aqueles que eles podem morder. No caso dos gatos, uma caixinha com areia é essencial, e existe no mercado, areias próprias para os felinos, que minimizam os cheiros desagradáveis. Para garantir que seus móveis não sejam alvo das unhas afiadas dos bichanos, aposte em arranhadores, que podem ser pequenos ou cheios de andares e espaços para ele explorar e em redes para gatos, que podem ser fixadas nos pés das cadeiras e mesas.

Os gatinhos do Fábio ganharam um rede para se acomodarem como quiserem na poltrona favorita deles: a Lari.

 

Janelas: apartamentos e casas com mais de um pavimento exigem atenção para janelas e sacadas. A tela de proteção, nesses casos é essencial, já que os gatos principalmente, são verdadeiros exploradores e adoram locais altos.

Pisos: Muito lisos podem causar, além de quedas, problemas musculares e articulares nos pets, que precisam de um esforço a mais para manter o equilíbrio. Opte por pisos mais aderentes e tapetes.

Sala: Os fios elétricos são outro ponto importante, já que cães e gatos são curiosos e adoram roer coisas. Evite deixar fios embolados e certifique-se que eles estão bem fixados ao chão e/ou use organizadores de cabos.

 

Decorando com cuidado

Sofás e poltronas: O couro, couríssimo e sintéticos não grudam pelos e tecidos com a trama mais fechada e superfícies não porosas também são boa escolha, pois a aderência é menor, e a limpeza pode ser feita facilmente. As mantas, além de darem um charme a mais à décor, auxiliam na conservação do estofados.   E, ainda, se seu pet solta muitos pelos, opte por um tecido em cor próxima ao pelo dele, camuflando o excesso.

Plantas: Uma forte tendência na décor é o resgate da conexão com a natureza e trazer as plantas para dentro de casa, mas há algumas que devem ser evitadas, por possuírem substâncias tóxicas, que quando ingeridas ou até mesmo em contato com pele e olhos, oferecem riscos aos pets, e dentre elas estão: Antúrio, Azaleia, Copo-de-leite, espada-de-são-jorge, lírio e violeta.

Se você ainda não tem, mas está pensando em ter um animalzinho para alegrar sua vida, temos uma dica extra: Não compre, adote <3

Deixe seu comentário