BLOG

A temperatura das cores: como as sensações aquecem o ambiente

ambientes em cores quentes e frias

Dias cinzentos, edredom, cobertor no sofá da sala. Estamos no auge do inverno e isso é indiscutível! 

Em nosso último artigo, nós compilamos algumas dicas práticas para manter a casa quentinha nessa estação e hoje damos sequência ao tema com uma abordagem um pouquinho diferente. 

Descubra como as cores são capazes de produzir sensações de frio e calor sem que necessariamente influenciem na temperatura ambiente

Ficou curioso? Então bora, pois este é um assunto extenso e interessantíssimo! 

A “sensação” de frio 

Lembra da velha frase “o frio é psicológico”? Pois saiba que essa famigerada afirmação tem lá seu fundo de verdade.

Mas calma, isso não quer dizer que uma pessoa pode superar a hipotermia apenas usando o poder da mente. Acontece que frio e calor são sensações. 

Mulher agasalhada no frio
Quando sentimos frio, estamos reagindo à baixa na temperatura corporal.

Sensações nada mais são do que reações físicas do nosso cérebro aos impulsos externos, quase sempre captados através de cinco sentidos: audição, visão, tato, olfato e paladar. 

(E caso você tenha ficado curioso com o uso do “quase sempre”, saiba que as sensações espaciais, apesar de captadas por um complexo sistema do ouvido interno, não dependem necessariamente de algum dos cinco sentidos.) 

Ou seja: o frio é uma sensação psicológica que o cérebro produz como reação à baixa da temperatura corporal, essa sim causada por elementos externos que independem da nossa psique. 

Tá, mas se o frio é uma reação ao ambiente físico, que diferença faz entendermos ela como algo psicológico? 

Na prática, não muita coisa. Você dificilmente conseguirá superar um frio intenso apenas sabendo que é o seu cérebro quem produz tal sensação e, mesmo que de alguma forma consiga, isso não eliminará as consequências biológicas da baixa temperatura

Porém, quando analisamos o frio e o calor como sensações, ou seja, reações cerebrais ao mundo sensorial, todos os nossos sentidos entram na jogada

A temperatura das cores 

Cores nada mais são do que a percepção sensorial das ondas de luz refletindo na matéria. Ainda assim, a relação das cores com o calor não se limita à experiência visual

A física das cores 

Você com certeza já ouviu falar que o preto e as cores escuras “puxam” o calor. 

Isso se dá graças ao fenômeno físico da refração e absorção. Quanto mais escura é uma cor, maior a absorção de luz e, consequentemente, calor. 

Ao contrário do que muita gente pensa, o preto não é uma cor, mas uma não-cor. Assim como as cores são a percepção da luz refletida na matéria, o preto é a percepção da ausência de luz. 

VEJA TAMBÉM: O QUE A NOVA TENDÊNCIA DA NATUREZA NA DECORAÇÃO TEM A DIZER SOBRE NÓS.

Em resumo, a pigmentação preta tem a propriedade física de absorver toda a luz – e consequentemente o calor – que incide sobre ela. 

É por esse motivo que, em um dia ensolarado, roupas pretas ou escuras se tornam mais quentes do que roupas brancas ou claras. 

Na prática: 

Trazendo tudo isso para o mundo da ambientação, um cômodo muito gélido pode ter suas paredes pintadas com cores escuras e assim reter calor. É bom lembrar que isso só funciona em cômodos que recebam luz solar em algum momento do dia. 

A psicologia das cores 

Agora sim, voltando ao tema das sensações. 

A psicologia das cores trabalha com a ideia de uma associação instintiva do nosso inconsciente que identifica e transforma as cores em sensações

Nesse sentido, as cores quentes e frias não têm uma relação direta com o princípio físico da absorção de luz e calor. 

Aqui a diferenciação não se dá entre cores claras e escuras, mas entre colorações e sensações transmitidas. 

Pratos enfileirados em escala de temperatura das cores
Vermelho, laranja e amarelo são exemplos de cores quentes, enquanto verde, azul e violeta são consideradas cores frias.

Segundo a teoria, as cores consideradas quentes são as associadas ao sol, sangue e fogo, tendo como base primária 3 cores: amarelo, laranja e vermelho

Já as cores frias, baseadas no azul, verde e violeta, são associadas a lua, água e gelo, transmitindo assim a sensação de frio e frescor

Há também as chamadas cores neutras, que não se associam às sensações térmicas. Tons pastel, acinzentados e marrons são exemplos conhecidos de cores neutras. 

Há também as chamadas cores neutras, que não se associam às sensações térmicas. Tons pastel, acinzentados e marrons são exemplos conhecidos de cores neutras. 

fitas com cores enfileiradas em escala de temperatura das cores
Cores em escala de temperatura.

Além das sensações térmicas, essas cores também são trabalhadas a partir das sensações do espectro emocional, sendo as cores quentes associadas ao ânimo e à agitação, enquanto as cores frias transmitem sensações de calma e relaxamento

Na prática: 

Se você quer aumentar a sensação de calor e aconchego em um ambiente, investir em cores quentes pode ser um caminho interessante. 

Você não precisa necessariamente pintar as paredes do cômodo para trabalhar as sensações visuais térmicas, já que as cores quentes podem estar presentes em elementos como móveis e objetos de decoração

Poltrona Juliê em cor laranja, coloração associada as sensações de calor.

Você não precisa necessariamente pintar as paredes do cômodo para trabalhar as sensações visuais térmicas, já que as cores quentes podem estar presentes em elementos como móveis e objetos de decoração. 

Luz quente e fria 

As temperaturas também são utilizadas como unidade na iluminação, mas aqui tudo é bem diferente e a relação se dá muito mais pela intensidade da luz do que pela coloração. 

Poltrona Duda em cor verde, coloração associada as sensações de frescor e relaxamento.

Experiência sensorial 

Frio e calor são sensações e por isso podem ser estimulados através de cada sentido, incluindo a visão. Uma experiência sensorial bem pensada cria o ambiente perfeito para qualquer finalidade. 

VEJA TAMBÉM: JARDIM E A FIBRA DE BANANEIRA, UMA HISTÓRIA DE INOVAÇÃO SUSTENTÁVEL!

Neste artigo, você descobriu como as cores podem influenciar na nossa percepção de temperatura. No próximo você vai conferir dicas de como trabalhar as sensações para criar os ambientes favoritos para o seu lar. 

Assine o newsletter e nos siga nas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades da Jardim!